marca coluna (4).png
inglês espanhol.png

Há 23 anos atuando pelas comunidades da Amazônia

Soluções em ecossistema e tecnologia autossustentável

PROJETOS REALIZADOS PELO IAL

trocano.png

PROJETO DE CONSERVAÇÃO TROCANO ARARETAMA - O Projeto de Conservação Trocano Araretama foi o primeiro projeto ambiental bem-sucedido na geração de créditos de carbono, desenvolvido, validado e verificado na modalidade Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD+) por meio de Parceria Público-Privada, com aplicação da metodologia Natural Forest Standard (NFS), realizado, conjuntamente, pelo Instituto Amazônia Livre (IAL) em parceria com a empresa Celestial Green Ventures (CGV), no ano de 2011, no estado do Amazonas - Brasil.

 

O principal objetivo do Projeto de Conservação Trocano Araretama é evitar o desmatamento e a degradação das florestas naturais nas áreas do projeto e região, que são compostas por três áreas distintas, totalizando 1.346.541ha, localizadas no Município de Santo Antônio de Borba, que se posiciona às margens do mais importante afluente do sul da Bacia Amazônica, o rio Madeira. A área do projeto fica 208 km a sudeste da capital do estado, Manaus. 

 

O benefício produzido e alcançado mutuamente, a ser mantido ao longo de 30 anos, de mitigar as emissões de GEE, por meio do desmatamento e degradação evitados, ao mesmo tempo em que incentiva uma governança florestal mais eficaz, fornece os seguintes co-benefícios adicionais:

 

  • Conservação das florestas naturais, para proteger o habitat em extinção das Tribos indígenas e outras comunidades;

 

  •  Proteção da biodiversidade de plantas e animais que dependem desse habitat vulnerável;

 

  • Investimento socioeconômico e melhorias para as comunidades locais. Isso inclui saúde, melhorias na educação, emprego e infraestrutura.

 

 

PROJETO DE CONSERVAÇÃO DAS MADEIRINHAS - O Projeto de Conservação das Madeirinhas foi desenvolvido com êxito, igualmente, para gerar créditos de carbono, sendo validado e verificado na modalidade Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD+), por meio de Parceria Público-Privada, com aplicação da metodologia Natural Forest Standard (NFS), também realizado conjuntamente pelo Instituto Amazônia Livre (IAL) em parceria com a empresa Celestial Green Ventures (CGV), no mesmo ano de 2011, no estado do Amazonas - Brasil.


O principal objetivo do Projeto de Conservação das Madeirinhas é evitar o desmatamento e a degradação das florestas naturais na área do projeto e região, que é composta por uma única área, totalizando 4.939,53 km², localizada no município de Autazes, no estado do Amazonas, na região Norte do Brasil. A área do projeto é de 216 km a sudeste da capital do estado, Manaus, e está posicionada às margens do Rio Madeira.

 

O benefício produzido e alcançado mutuamente, a ser mantido ao longo de 30 anos, de mitigar as emissões de GEE, por meio do desmatamento e degradação evitados, ao mesmo tempo em que incentiva uma governança florestal mais eficaz, fornece os seguintes co-benefícios adicionais:

 

  •  Conservação do ecossistema das florestas naturais, para proteger o habitat em extinção das Tribos indígenas e outras comunidades;

 

  •  Proteção da biodiversidade de plantas e animais que dependem desse habitat vulnerável;

 

  • Investimento socioeconômico e melhorias para as comunidades locais. Isso inclui saúde, melhorias na educação, emprego e infraestrutura.

 

 

 

CONTINUA...